Prêmio Nacional de Educação Fiscal - Minas brilhou! Escola de Curvelo fica em 1º lugar

Em evento concorrido, aconteceu na noite desta quarta feira, 29, no espaço da tribuna de honra do Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília, a entrega do Prêmio Nacional de Educação Fiscal

Publicação: 01/12/2017
Última visualização: 13/12/2017 - 23:59

Em 2017, mais de 160 projetos concorreram nas categorias: escolas, Instituições e Imprensa, sendo que  duas escolas mineiras ficaram entre os finalistas:  Escola Estadual Francisco Cândido Xavier, de Uberaba e a Escola Municipal Filomena de Oliveira Leite, de Curvelo, ganhadora do primeiríssimo lugar. 

A Escola Filomena de Oliveira Leite foi representada pela professora Raquel Moura que, acompanhada do vice prefeito da cidade, Marcos Dupim Mattoso, recebeu diretamente das mãos do Presidente da FEBRAFITE, Roberto Kupski , o troféu e o cheque de R$ 10 mil reais. 
Para Kupski, “o cidadão conscientizado tem uma compreensão diferente do seu papel na sociedade, recusa acomodar-se, mobiliza-se em prol da coletividade, da redução das desigualdades, da busca por mais justiça, sem preconceitos e segregação e a isso chamamos cidadania”.  

O prêmio

Em 2012, a FEBRAFITE criou o Prêmio Nacional de Educação Fiscal com o incentivo das Associações filiadas que representam o Fisco Estadual Brasileiro e a imediata adesão da Escola de Administração Fazendária e do Programa Nacional de Educação Fiscal. 
Juntos as Entidades deram um passo na direção daquilo que acreditam: o poder transformador da educação e, por este caminho, levar a conscientização da importância social dos tributos e da correta aplicação dos recursos públicos. 

Cumprimentos  da AFFEMG
 
A AFFEMG se orgulha de apoiar o Prêmio Nacional de Educação Fiscal FEBRAFITE e cumprimenta as Escolas Mineiras, Escola Estadual Francisco Cândido Xavier, de Uberaba e a Escola Municipal Filomena de Oliveira Leite, de Curvelo,  classificadas entre os seis finalistas do concurso nacional;  os professores, alunos, a direção das Escolas e a comunidade acadêmica, a equipe do Programa de Educação Fiscal da Secretaria de Fazenda e todos que incentivam a cidadania fiscal por meio da Educação. 
 


 

 

 

 

 

Fonte: AFFEMG