Notícias

Audiência Pública na ALMG debate pagamento das férias-prêmio devidas aos Servidores que se aposentaram desde 2014

Audiência Pública na ALMG debate pagamento das férias-prêmio devidas aos Servidores que se aposentaram desde 2014
AFFEMG

Audiência Pública na ALMG debate pagamento das férias-prêmio devidas aos Servidores que se aposentaram desde 2014

24/5/2021

Realizada na tarde desta segunda-feira, dia 17, na Comissão de Segurança Pública, sob a presidência do Deputado Sargento Rodrigues, a Audiência contou com a participação do Secretário da Fazenda, Gustavo Barbosa, representantes de Entidades de servidores e Parlamentares. Os Auditores Fiscais foram representados pelo Presidente do Sindifisco-MG, Marco Couto.

Ao abrir o debate, o presidente da mesa, Deputado Sargento Rodrigues,  perguntou ao Secretário Barbosa se o governo já havia traçado um calendário para dar início ao pagamento dos direitos atrasados aos servidores, “o que eles querem é um pingo de respeito do governo em relação a esse assunto”, pediu o Deputado.

O Secretário afirmou que não há um cronograma e apresentou dados onde se viu que a dívida total do Estado, na rubrica férias prêmio, devidas a 22.825 servidores que se aposentaram desde 2014, corresponde a 582 milhões de reais, argumentou que há um déficit herdado de administrações anteriores e que o governo não pode se comprometer com o pagamento das verbas retidas, entre as quais as férias prêmio, enquanto não conseguir colocar a escala dos salários em parcela única, no 5º dia útil.

Logo após a exposição do Secretário, o primeiro a falar foi Marco Couto, presidente do Sindifisco-MG, que mostrou o desempenho crescente e contínuo da Receita do Estado que vem superando em muito a previsão orçamentária, “em 2020, a Receita própria subiu mais de meio bilhão de reais, isso, fora os recursos extraordinários da ajuda emergencial que veio do governo federal, de 3 bilhões, e outros recursos que entraram no Tesouro, este ano, só em abril, a receita subiu 2 bilhões, ou 49%, e até o final de maio, a soma dos 5 primeiros meses deste ano chegará a 7 bilhões a mais, em  comparação com o mesmo período do ano passado”, afirmou.

E continuou, “o governo tem usado os recursos extras pra quitar outros compromissos, fez um acordo com os municípios de 7 bilhões e agora está viabilizando um segundo acordo, de 6 bilhões, está claro que os servidores não são prioridade para o governo, se o governo quiser, ele tem recurso suficiente para apresentar uma escala de pagamento; também é preciso acabar com a muleta da escala de parcelamento do salário: o total líquido da folha é 2,4 bilhões, aproximadamente 75% desse valor é quitado na 1ª parcela (segurança e saúde), o que vai para a segunda parcela é pouco mais de 500 milhões, portanto se o governo tivesse interesse, já poderia ter retornado toda a folha para o 5º dia útil”, declarou o presidente.

Lideranças classistas e servidores ressaltaram que receber as férias prêmio é um direito legítimo, muitos servidores contam com esse recurso inclusive para tratamento de saúde. Diante da negativa do Secretário, os Deputados aprovaram um requerimento pedindo a definição de um cronograma para quitação desse direito.

O Presidente da Comissão, Deputado Sargento Rodrigues cobrou agilidade, “estamos cansados de ser enrolados pelo governo, o discurso do governo, de que não tem recurso, está caindo por terra”.

Ao final, o líder do Governo, Deputado Gustavo Valadares, manifestou a disposição de buscar uma solução, “respeito e acho legítimas as reivindicações dos servidores, estas verbas retidas, esse crédito que os servidores têm para com o Estado, é preciso que se ache uma solução a partir dessa reunião de hoje. Tenho certeza, sensível que é, o Secretário Gustavo Barbosa levará o assunto à frente e, com a chegada de novos e vultosos recursos, trará solução para esse problema e vai apresentar à essa Comissão”.


A AFFEMG sempre esteve, e se mantém, empenhada na solução do pagamento das férias prêmio atrasadas. Aguarda cumprimento do compromisso assumido pelo líder, Deputado Gustavo Valadares.

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.