Artigos

A medida provisória de Mr. Wolf

A medida provisória de Mr. Wolf
Diário do Centro do Mundo

A medida provisória de Mr. Wolf

14/5/2020


Harvey Keitel encarnou um personagem inesquecível em Pulp Fiction (1994), de Quentin Tarantino. Tratava-se de Mr. Wolf, especialista em limpar a cena de crimes sanguinários e aterradores em quaisquer situações. Contratado a peso de ouro por homicidas de diversos quilates, Mr. Wolf fazia serviço delivery, de eficácia comprovada.

Pois Jair Bolsonaro e a malta que o cerca apresenta ao Congresso a MP Mr. Wolf, que livra a cara de quaisquer agentes públicos por omissão ou erro no trato do genocídio pandêmico em curso no país.

O início do texto é francamente repugnante:

"Art. 1º Os agentes públicos somente poderão ser responsabilizados nas esferas civil e administrativa se agirem ou se omitirem com dolo ou erro grosseiro pela prática de atos relacionados, direta ou indiretamente, com as medidas de:

I - enfrentamento da emergência de saúde pública decorrente da pandemia da COVID-19; e

II - combate aos efeitos econômicos e sociais decorrentes da pandemia da COVID-19".

A MP poderia ter um artigo adicional, fosse escrita décadas atrás:

"Nenhum agente público poderá ser responsabilizado pelo que vier a ocorrer em nossos fornos e câmaras de gás".

Tudo é de uma transparência e objetividade escandalosa.

Não pode ser aprovada!


Por Gilberto Maringoni
Publicado originalmente no perfil de Facebook do autor

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.